top of page

Arquitetura sustentável: tendências em viagem pós-pandemia

Sabe o que é arquitetura sustentável? Conheça essa e outras tendências em viagem no pós-pandemia. O texto é uma tradução de Durasein US.



Com a retomada total das atividades econômicas após o período da pandemia de Covid-19, é hora de prestar atenção no que mudou nos últimos anos - e o tema arquitetura sustentável tem se mostrado cada vez mais relevante.


Trazemos o assunto para o blog Durasein Brasil com uma tradução de material publicado pela equipe dos Estados Unidos. Confira abaixo o que os especialistas Durasein têm a dizer sobre novas formas de viajar e de receber visitantes do mundo todo.


*Texto original publicado em Durasein US


Não importa de onde você é, se analisarmos a história, quase todos já fomos nômades. Há algo profundamente humano na necessidade de explorar o mundo. Então, apesar das incertezas que enfrentamos, não é surpresa vermos a forte retomada das viagens. Peter Kern, CEO do Grupo Expedia, prevê que o Verão 2022 será a maior temporada de viagens dos últimos tempos. Em fevereiro deste ano, o Conselho de Turismo Global atualizou seu modelo econômico com previsões de que o turismo nos Estados Unidos vai exceder os níveis pré-pandemia em 6.2%. Nesse cenário, o status quo foi abalado e, onde há mudança, há espaço para inovação. Há sempre diferentes possibilidades quando o assunto é tendência em hospitalidade, mas a temática sustentabilidade também será importante nos próximos anos. Nesse texto, falamos sobre 5 pontos-chave quando o assunto é hospitalidade.


1. Ecoturismo


Uma vez considerado um “late adopter”, o setor de hospitalidade deverá acelerar seu caminho para a neutralidade de carbono em 2022 por meio de experiências de viagem ecologicamente corretas. O ecoturista está preparado e pronto para pegar a estrada consciente da pegada de carbono.


Os destinos são alcançados por trem, automóveis com propulsão eletrônica, ciclismo e a pé. Os hotéis são alimentados por energia renovável e natural a partir de energia solar e eólica. Os espaços internos e externos são de fluxo livre, as formas são ondulantes e orgânicas. A folhagem e a fauna crescem sem limites, os padrões naturais e as características da água estão presentes. Caminhos de cascalho nos convidam a passear e explorar. Os materiais são sustentáveis, duráveis, reciclados e com propósito.


Em espaços como este, minimizar o desperdício é uma prioridade. A fixação de superfícies danificadas, como Durasein faz com seus adesivos de cores correspondentes, minimiza a pegada. Materiais em excesso ou retirados podem ser recuperados e dobrados de volta ao processo de produção para reduzir o impacto a um mínimo absoluto. Paletas de cores, materiais e texturas defendem o exterior através do Design Biofílico.


2. Localismo


Qual é o sentido de viajar se parece o mesmo de onde você saiu? O localismo radical aprimora a experiência de viagem ao contar a história de um destino, transmitindo a identidade cultural e a atmosfera específica do local.


A conexão com a comunidade e com o eu é descoberta por meio de experiências imersivas e táteis, da tecelagem à caminhada. Nosso sentido olfativo é o sentido mais enraizado na memória. O espírito do lugar é capturado através do uso de perfumes e fragrâncias. Os hoteleiros criam um perfume sob medida, como madressilva e jasmim selvagem, que pode ser replicado muito tempo depois que a viagem estiver completa, evocando um lugar, uma memória e uma experiência. As refeições são lentas e com intenção, e o burburinho da conversa emula através dos espaços de alimentação.


Deixamos para trás nossa típica concha turística, trocando pochetes, chapéus e câmeras para conexões autênticas com a comunidade local. Comemos com ferramentas novas ou familiares, como nossas próprias mãos. Estamos ansiosos para provar a culinária local através de ingredientes frescos simples e especiarias que saciam nossos paladares. Nossa experiência gastronômica é uma celebração exuberante da família e dos amigos e toma forma em mesas fáceis e com curadoria.


A comida é colocada na mesa ou na própria superfície do balcão para compartilhar e jantar. Os materiais são perfeitos, altamente laváveis, duráveis ​​e quimicamente resistentes. Isso se traduz em superfícies como paredes também. Cores como Crema Risotto e Outre White ressoam com a riqueza do sabor local.



3. Viagem para bem-estar mental e emocional


Em um mundo em fluxo, as viagens para o bem-estar mental e emocional acenam. Todos nós podemos apreciar o quão essencial é minimizar o estresse em todas as configurações de viagens e hospitalidade. E indo além, designers e hoteleiros têm a oportunidade de criar ambientes internos altamente táteis, estimulantes e saudáveis. Essa tendência é uma reação à realidade na tela com a qual nos acostumamos.


No primeiro ano da pandemia de COVID-19, a prevalência global de ansiedade e depressão aumentou 25%, de acordo com um resumo científico divulgado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). E o Relatório de Perspectivas de Tendências da ASID 2022 encontra pais e cuidadores estressados ​​e exaustos à medida que a pandemia se arrasta e cada vez mais cansados ​​do que um pai chamou de “montanha-russa sem fim” de interrupções nos serviços escolares e de cuidados infantis causadas pelo COVID-19.


Essa tendência exige espaços imersivos, silenciosos e contemplativos. O design de iluminação é uma consideração importante, incluindo a cromoterapia (também conhecida como cromoterapia) é a ciência de usar cores para ajustar as vibrações do corpo às frequências que dizem resultar em saúde e harmonia. A cromoterapia tem um lugar maravilhoso no chuveiro para promover a paz, o bem-estar e a cura. O contraponto a um retiro tranquilo, uma experiência primordial como Let it Out Iceland, convida os viajantes a liberar emoções cruas e reprimidas trazidas dos últimos dois anos.


Nossos companheiros de estimação e animais de apoio não são mais relegados a uma mentalidade de serviço. Hilton relata que dos 23 milhões de lares nos EUA que receberam um novo animal de estimação durante a pandemia, dois terços (65%) prefeririam viajar com seu animal de estimação. Os dados do Google também mostram que as pesquisas por estadias que aceitam cães aumentaram 143%, enquanto o Airbnb relata um aumento significativo de donos de animais de estimação que levam seus animais de estimação de férias com eles. (Fonte: Espaços Pet Friendly da WGSN).


A viagem consciente está ligada a esse tema, pois não há luxo maior do que a paz de espírito – então você pode ver a importância que essa narrativa ecoa no sentido estético coletivo. Os materiais e superfícies ideais são limpos e translúcidos, como o Outre White.



4."Staycation +"


Preocupações com a saúde e mudanças na economia certamente alteraram nossas inclinações para viagens. O Staycation (termo que sugere que as pessoas desfrutem de opções de lazer dentro da própria cidade, ao invés de viajar para longe) se tornou uma nova forma de arte. Para muitos de nós, o lar tornou-se um refúgio maravilhoso das pressões da vida – um lugar adaptado às nossas necessidades, ao mesmo tempo que oferece o pano de fundo para marcos, celebrações e conexão com a comunidade.


O investimento em casa está florescendo. A NKBA prevê força contínua na remodelação de casas no último relatório de remodelação de casas de 2022. E a ASID (Sociedade Americana de Designers de Interiores) resume em seu Relatório de Perspectivas de Tendências de 2022, em vez de enfatizar a estética ou o luxo, os designers residenciais devem considerar o marketing de sua capacidade de criar espaços confortáveis, relaxantes e rejuvenescedores. Para algumas populações, como famílias com crianças pequenas ou indivíduos imunocomprometidos, a pandemia infelizmente perdura.


A ideia de sair de férias pode girar em torno de uma criação criativa de lugares em casa. Filmes ao ar livre são projetados sob dosséis de cores vivas, e a preparação de refeições é uma experiência compartilhada em família. Os materiais envolvidos precisam ser duráveis, fáceis de limpar, resistentes a manchas e arranhões e com baixo teor de VOCs. Somos atraídos por cores aterradas como Boardwalk e Concrete, com toques de cores divertidos, como Cheerful Yello




5. Aventura


Em todas as tendências há um contraponto, e o entusiasta da aventura é o oposto do nosso caseiro. Seja entrando no deserto ou andando pelas ruas de uma cidade estrangeira, a mentalidade “sem arrependimentos” se destaca.


Esta tendência procura satisfazer os sentidos com o delicioso e o desconhecido, com um objetivo em mente: deixar-nos revigorados. De acordo com a Expedia, 38% dos viajantes anseiam por viagens que provocam emoção e alegria. Algumas dessas experiências são cruzeiros nas dunas de areia, glamping sob as estrelas ou participação em uma exposição de arte 3D imersiva.


Essa tendência exige que você flexione seu lado experimental com uma mentalidade ousada. As formas são geométricas e sem costura, informadas por um design paramétrico expressivo como os feitos por D.Lab x Patternine Parametric Systems. As cores ideais são Arctic White, Glacier Tundra e Outre White.


Gostou de saber mais sobre tendências em viagens? Nós estamos aqui para estimular a sua criatividade e te ajudar a fazer seu melhor projeto. Saiba como podemos te ajudar e entre em contato conosco.


Se preferir ler o texto na versão original, acesse: Designing for a new era of travel.


103 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page